Vale a pena abrir uma assistência técnica de celular em 2021

assistência técnica de celular

Com a evolução cada vez mais rápida da tecnologia e preços mais acessíveis, o mercado de celular continua plenamente aquecido.

No fim de 2020 existiam mais de 200 milhões de smartphones em uso no Brasil.

Isso se deve a multifuncionalidade do celular, pois através dele é possível acessar emails, pagar contas, assistir vídeos, digitar textos e acessar aplicativos de trabalho.

Com essa quantidade de celulares em uso se faz necessário uma carreira que têm se tornado cada vez mais importante, a profissão de técnico de manutenção.

A pandemia trouxe também uma crise econômica, por isso as pessoas têm optado cada vez mais por fazer reparos pois é mais oneroso comprar um celular.

Por isso, um excelente empreendimento em 2021 é abrir uma assistência técnica de celular.

Como é o mercado de trabalho?

O técnico em manutenção de celulares poderá atuar em empresa e indústrias de qualquer segmento que exija a presença desses profissionais, principalmente no próprio segmento de telefonia.

Além disso, ele poderá trabalhar como autônomo e atende seus clientes em domicílio ou abrir sua própria oficina de manutenção.

Ainda existe a falta esse tipo de mão de obra qualificada, devido à evolução constante desses aparelhos, o técnico também deve evoluir seus conhecimentos de igual forma. É necessário atualizar se constantemente através de cursos técnicos profissionalizantes, especializações e atualizações de novas tecnologias que vão surgindo no mercado.

O avanço na área de telefonia móvel e o lançamento cada vez mais rápido de versão de novos aparelhos exigem profissionais cada vez mais qualificados para resolverem novos problemas que vão surgindo. Se tornar um técnico vai além de uma possível moda do mercado, mas sim uma demanda urgente.

O profissional deve conhecer todos os sistemas utilizados pelo fabricante, conhecendo suas limitações e suas diferenças. Uma excelente opção é perceber se há carência de profissionais especializados no suporte de determinado sistema, e investir nessa área.

Investir na carreira de manutenção de celulares em 2021 é uma excelente meta profissional.

Quais os passos iniciais para montar a loja de eletrônicos?

Depois de realizado o planejamento de tudo que é necessário, é só iniciar os trabalhos.

  1. Investimento Financeiro

O primeiro passo para montar uma loja de eletrônicos ou qualquer outro negócio é o capital financeiro. Através do Plano de Negócios já foi possível orçar uma média dos valores necessários. Caso não tenha o dinheiro, o futuro empreendedor deverá captar esse valor, seja juntando ou seja na tentativa de um empréstimo.

Há também pessoas no mercado que se tornam investidoras de pequenos negócios. O empreendedor apresenta o projeto e se o investidor se interessar faz o aporte de dinheiro.

  1. Encontre um bom local para a loja

Por meio do Plano de Negócios foi possível achar a localidade que melhor atenda os objetivos e que tenha um público disposto a acolher o negócio.

Pois agora será importante escolher o melhor ponto comercial nesta localidade.

Claro que o tamanho da loja variará conforme a disponibilidade financeira, mas é importante que o local escolhido atenda as seguintes necessidades:

  • • Espaço para o balcão de vendas e para a exposição dos produtos;
  • • Estoque;
  • • Um pequeno escritório.
  • • Banheiro.
  1. Estruturação do espaço

Com o espaço escolhido é hora de montá-lo. Serão necessários alguns itens a básicos:

  • • Balcão de vendas;
  • • Expositores de produtos;
  • • Computadores;
  • • Cadeiras

Além disso, na hora de arrumar o espaço, o layout deve ficar o mais organizado e confortável possível.

  1. Escolha dos Fornecedores

A escolha de fornecedores não é uma tarefa tão fácil assim. É necessário levar em conta não só o preço, mas também forma de pagamento e prazo de pagamento. Além disso, é importante ter referências dor fornecedor e ter garantia que entregará produtos de qualidade ao melhor custo-benefício.

  1. Contratação de Pessoal

Para que o trabalho seja feito de forma eficiente e organizada é necessário ter funcionários colaborando,

Dependendo do porte da loja serão necessários atendentes, operador de caixa e estoquista.

Mas fique atento porque se a sua escolha como empresa for de ser um MEI (microempreendedor individual) só será possível contratar um funcionário.

  1. Procure auxílio de um contador

Não esqueça que é necessário formalizar seu negócio, ou seja, legalizá-lo.

Será necessário escolher o tipo de empresa e levar documentos aos órgãos públicos. A documentação dependerá da escolha do tipo de empresa.

No caso do Microempreendedor Individual não é obrigatória a figura do contador, o empreendedor poderá fazer tudo sozinho. Já as outras opções de empresa, o contador será obrigatório, inclusive para realizar as demonstrações contábeis da empresa.

Mas se tiver dúvidas, mesmo sendo MEI, é importante buscar ajuda profissional.

 

Certamente com todas essas dicas ficará muito mais fácil se tornar o dono do próprio negócio. Agora é só colocar em prática e montar sua loja de eletrônicos.

Leave a Reply