Publicidade - OTZAds

Cama para criança – Como escolher a ideal?

Cama para criança – Com a hora do sono das crianças ninguém brinca, afinal, esse aspecto é muito importante durante a infância e pode causar impactos diretamente no desenvolvimento, segundo a National Sleep Foundation. É por esse motivo que acertar na escolha da cama infantil é essencial para garantir uma boa noite de sono para os pequenos.

Nos primeiros meses de vida, o protagonista do quarto é o berço, mas conforme os bebês vão crescendo, os móveis precisam sair de cena e dar lugar para as camas que, ao longo dos anos, também precisam de atualizações para acomodar as crianças.

Devido à ampla variedade de modelos disponíveis no mercado, muitos pais acabam tendo dúvida sobre qual é a cama ideal para cada idade da criança. A escolha pode ser uma tarefa difícil, mas deve ser feita da maneira correta para garantir o conforto necessário para os pequenos.

Publicidade - OTZAds

Quando é o momento ideal para tirar a criança do berço?

Assim como o desfralde, tirar o bebê do berço e colocá-lo em cama para criença é uma etapa importante para o desenvolvimento infantil. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) não existe o momento certo para largar o berço, pois isso varia de criança para criança.

O órgão orienta que os pais prestem atenção aos sinais de amadurecimento que possam surgir a partir dos 18 meses, tais como uma resistência ao berço e o desejo de dormir na cama dos pais ou dos irmãos. Ao perceber esses interesses, é importante que a família providencie uma nova cama para criança e assim possa descansar melhor.

Saiba escolher a cama certa para cada criança

Nessa nova etapa da vida da criança, a troca do berço pela cama permite que ela se sinta mais livre e possa se desenvolver de forma independente. Mas, para isso, o móvel precisa ser adequado para a idade e o tamanho da criança.

Atualmente, os pais podem investir em mini camas, camas infantis e também em modelos montessorianos. Os móveis podem apresentar design tradicional e também lúdico que imita elementos da natureza e do universo infantil. A escolha do móvel pode variar conforme as necessidades de cada criança e de suas famílias.

Publicidade - OTZAds

Mini cama: recomendada para crianças de 1 a 3 anos

A mini cama é o móvel ideal para o momento de transição do berço para a cama. Por esse motivo, é indicada para crianças com mais de um ano de idade, período em que começam a ficar grandes demais para o berço e em que geralmente ocorre a fase de amadurecimento citada anteriormente.

Em termos de comprimento, a mini cama é similar ao berço, mas tem o tamanho um pouco maior. A principal característica desse móvel é que ele apresenta uma altura ideal e segura para que a criança possa subir e descer de forma independente. Além disso, em alguns modelos, é possível adicionar grades de proteção nas laterais.

Um fator interessante é que, assim como os outros móveis infantis, as mini camas podem ter design lúdico, o que ajuda a tornar o quarto mais atrativo, incentivando a imaginação dos pequenos.

Cama infantil: recomendada para crianças de 3 a 6 anos

Cama para criança
Foto: Reprodução/Lilibee

A partir dos 3 anos, as crianças já têm altura suficiente para subirem em camas sem ajuda de um adulto. Sendo assim, os pais que sentirem necessidade podem realizar a mudança do móvel para uma maior do que a mini cama.

As camas infantis podem ser usadas, em média, dos 3 aos 6 anos, dependendo das orientações fornecidas pelo fabricante. Um fator interessante é que esse tipo de cama apresenta uma ampla variedade de formatos atrativos para as crianças.

É possível encontrar modelos com escrivaninhas, castelos, escorregas, baús e também beliche. A escolha depende do gosto da criança e das necessidades da família.

Publicidade - OTZAds

Cama montessoriana é opção

Cama infantil
Foto: Reprodução/Lilibee

Além disso, também é possível investir em camas montessorianas. Esse tipo de móvel tem como base a ideia de incentivar a autonomia dos pequenos, por esse motivo, apresentam modelo bastante similar as mini camas e são bem rentes ao chão.

Após os 6 anos, caso haja a necessidade, os pais podem migrar os pequenos para camas de solteiro.

Outras informações

+ posts

Sou amante de conteúdos digitais e com o desenvolvimento da tecnologia e da Internet, passamos a viver sob novos paradigmas.

Escrever um comentário

84 − = 81